Notícias

12ª reunião ordinária é marcada por denúncia de empresário contra Fundação Renova

Atividades da Câmara
155
6

A 12ª Reunião Ordinária aconteceu na tarde desta quarta-feira, 24, no plenário da Câmara Municipal de Mariana. Os vereadores votaram requerimentos e indicações que estavam pendentes na pauta e abriram a palavra ao empresário Amarildo Pereira, que havia procurado o vereador Fernando Sampaio (PRB) para fazer uma denúncia contra a Fundação Renova.

Fernando Sampaio diz que a Fundação, ao longo do tempo, tem lesado o povo local de várias formas. A Fundação Renova está descumprindo o Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC), que determina que a contratação de mão de obra e empresas deve priorizar marianenses, afirma o edil.

Amarildo Pereira é natural de Campos dos Goytacazes (RJ) onde tinha uma empresa de engenharia registrada. Ao ser procurado pela Fundação Renova providenciou a troca do registro para Mariana. Trago estas informações para a Câmara, pois julgo serem importantes e passíveis de investigação. Foi a Fundação que me procurou e pediu que eu transferisse minha empresa para Mariana, sabendo de todas as determinações do TTAC. E após todo esse trâmite ainda solicitou que eu executasse um serviço que não estava dentro do meu registro, alega Amarildo.

O vereador Geraldo Sales de Souza, Bambu (PDT) lembra que a credibilidade da Fundação Renova no município está abalada pelo descumprimento das ações de reparação que deveriam ter sido tomadas. Já Bruno Mol (MDB) sugeriu ao denunciante que procure o Ministério Público para que uma investigação oficial seja aberta.