Notícias

Câmara e sindicatos debatem aumento de turno da Vale para 12 horas

Atividades da Câmara
2252
1

A reunião, realizada por videoconferência, foi solicitada pelo Sindicato Metabase Inconfidentes motivada pela intenção da Vale em aumentar o turno de seus trabalhadores de 6 para 12 horas de trabalho.

De acordo com o Presidente do Sindicato Metabase Inconfidentes, Rafael de Ávila, a medida é um ataque aos direitos, historicamente conquistados, dos trabalhadores, além de, a longo prazo, gerar grande número de desemprego na Região dos Inconfidentes. Para os vereadores a nova jornada que a Vale propõe aos seus trabalhadores é exaustiva e pode ter consequências negativas relacionadas à saúde do trabalhador.

Outro consenso entre os vereadores foi a necessidade de se reunir com representantes da mineradora para entender como a proposta de aumento da jornada de trabalho afetará seus trabalhadores e o território em que a Vale atua. O Secretário Municipal de Governo, Edvaldo Andrade, destacou a importância dos Poderes Executivo e Legislativo unirem forças para dialogar com a Vale.

Para o vereador Tikim Mateus (Cidadania) é necessário diversificar a economia do município para que Mariana não dependa tanto da atividade minerária. Também foi debatido o processo de automação crescente das atividades da Vale, para o representante do Sindicato Metabase Mariana, Ronildo de Paula Santos, essa temática é tão importante quanto o aumento da jornada de trabalho, já que pode gerar desemprego em toda a Região dos Inconfidentes.

O Presidente da Câmara, vereador Ronaldo Bento (PSB), solicitou uma reunião remota com representantes da Vale e dos sindicatos que deverá acontecer na próxima segunda-feira, dia 25 de janeiro. Quer ver o debate na íntegra? Ele está salvo e disponível em nossa página do Facebook e pode ser acessado pelo link:
https://www.facebook.com/watch/live/?v=401079134512123&ref=watch_permalink .

Fotos