Notícias

CÂMARA DISCUTE SOBRE IMPACTO DE TRÂNSITO COM SAMARCO

Requerimento
94
1
CÂMARA DISCUTE SOBRE IMPACTO DE TRÂNSITO COM SAMARCO
A Câmara de Mariana retomou as discussões sobre o impacto do trânsito nas comunidades e regiões que são cortadas pela MG 129, principal acesso às mineradoras. Nesta terça-feira (20), parlamentares marianenses, representantes das empresas Samarco Mineração e LID Soluções, e o ex-vereador Gerson Cunha, responsável na legislatura passada pelo início desse debate, reuniram-se para discutir sobre esse tema. O encontro, que aconteceu por videoconferência, atende ao Requerimento número 36/2021, de autoria do vereador Marcelo Macedo (MDB), que consiste na solicitação da volta das reuniões mensais com a mineradora.
 
Durante a reunião, a Samarco apresentou um estudo de tráfego especificamente associado à rodovia MG-129, que liga Mariana à Santa Bárbara e é o principal acesso para as mineradoras. O estudo avaliou o fluxo de veículos e as condições da estrada e também apresentou medidas mitigadoras visando eliminar ou minimizar os impactos do trânsito.
 
Um dos problemas apontados pelo estudo é o grande número de veículos que trafegam nesta rodovia em horários de pico. Como medida para minimizar este impacto, a Samarco sugeriu a adição de uma faixa de aceleração, a criação de uma alça de acesso na rotatória próxima ao final da Avenida João Ramos Filho, alteração do ponto de embarque e desembarque fica em frente à Policlínica Municipal para o modelo de baia e um novo arranjo geométrico.
 
Uma ação conjunta entre Câmara, Prefeitura, mineradoras e Fundação Renova foi destacada pelos vereadores como importante para a execução dessas medidas, principalmente pelo provável aumento do fluxo de veículos ao fim da pandemia do Coronavírus. Um novo encontro, entre Câmara e Samarco, já foi marcado para o dia 18 de maio, quando vai ser apresentado ao Legislativo marianense o programa de Monitoramento dos Indicadores Socioeconômicos do município.