Notícias

Fechamento e utilização da Rua Dom Viçoso são discutidos na Câmara

Atividades das Comissões
2455
1

Por Caio Duarte

 

Um dos assuntos pautados durante as reuniões Conjuntas das Comissões na Câmara, é a possibilidade de fechamento e formas de utilização da Rua Dom Viçoso nos fins de semana e feriados. O último encontro aconteceu de forma remota e contou com a presença dos vereadores Fernando Sampaio (PSB) e Marcelo Macedo (MDB), também compareceram os representantes do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (IPHAN), da Associação das Pessoas com Deficiência de Mariana (ADEM), órgãos públicos de fiscalização, moradores e comerciantes do entorno da praça.

 

A moradora e comerciante Solange Reis afirma que com o fechamento da via, as demais ruas ficam prejudicadas, pois além de estreitas, não suportam o aumento do fluxo dos automóveis, prejudicando os usuários da rua e os moradores dos arredores do Jardim. Aparecida Tavares, representante da ADEM, acrescenta que a criação de um corredor cultural nos fins de semana vai além do foco nos bares, afirmando que é preciso investir em um calendário cultural e artístico do espaço.

 

Outros pontos abordados foram as soluções sem que ocorra, de fato, o fechamento. Para Davy Pinheiro, empresário do ramo alimentício, o sistema de carga e descarga tem que ser melhorado, beneficiando a todos os comerciantes da via. Hoje, as placas sinalizam a proibição geral do estacionamento em determinados pontos, o que não é respeitado pelos motoristas, fazendo com que o problema permaneça. "A criação de bolsões de carga e descarga seria uma boa opção. Quando não estiverem sendo utilizados, servirá como acessos para o revezamento de passagem", disse, pontuando também a importância da liberação para estacionamento durante a noite. 

 

O vereador Fernando Sampaio de Castro, presidente da Comissão de Finanças, Legislação e Justiça, reitera que antes de qualquer decisão ser tomada, a prefeitura deverá nomear, por meio de decreto de lei, uma comissão para analisar todos os pontos levantados pelos moradores e comerciantes. "Com os responsáveis por esse planejamento e estudo do espaço, a prefeitura fará a sua parte e, antes de qualquer aprovação, veremos a viabilidade de tudo, como, por exemplo, o trânsito, que é o primordial", afirma o edil.

 

O Departamento de Trânsito de Mariana ficou responsável por recolher as demandas e realizar um estudo que analisa a melhor solução para os problemas de estacionamento, carga e descarga e fluidez. A próxima reunião acontece para analisar os resultados obtidos pelo e dar continuidade no debate para a construção de um espaço mais harmônico, seguro e atrativo.

Fotos